Pastor Alemão: Como lidar com a ansiedade da separação

Sair de casa e deixar o nosso cão sozinho nunca é fácil. Saiba como ajudá-lo a contornar essa a ansiedade da separação.

Todos os cães a sentem, mas os pastores alemães sofrem de uma forma diferente. A ansiedade da separação pode ser bastante dolorosa para estes animais, sobretudo por serem extremamente leais e ligados aos donos. Além disso, como são muito inteligentes e ativos, sentem-se aborrecidos e stressados quando estão muito tempo sozinhos e longe da família.

Assim sendo, o melhor é mesmo estar muito atento aos sinais demonstrados pelo seu fiel companheiro. Quando se aproxima a hora de o dono sair de casa, há muitos animais que não escondem o nervosismo. Dependendo do grau de ansiedade de cada cão, é possível reparar em vários sintomas: tremores, uivos, ladrar excessivo, comportamento destrutivo, tentativa de fuga, descuidos no que à urina diz respeito, etc.

Há, contudo, um aspeto fundamental: não castigue o seu pastor alemão mediante estes sintomas. O patudo não entenderá essa atitude, contribuindo para elevar ainda mais os seus níveis de ansiedade.

Como combater o stresse da separação sentido pelo seu cão?

A melhor estratégia passará por habituar o animal à sua ausência. Comece por períodos curtos (de 30 minutos), que poderão, depois, ser aumentados, de uma forma gradual. Outra coisa: não transforme a saída em momentos emocionais. Quando tiver de se ausentar de casa, saia sem se despedir do patudo. Pode custar-lhe um pouco, mas é o melhor a fazer (pela felicidade do seu companheiro de quatro patas).

Antes disso, certifique-se de que o cão não tem energia acumulada (o que ajudará a evitar comportamentos destrutivos), que está bem alimentado e que não tem objetos perigosos (e proibidos para ele) no seu raio de ação. Só assim conseguirá acabar com as surpresas desagradáveis quando regressar a casa.

Embora não funcione com todos os cães, muitos pastores alemães gostam de ficar nas suas cosotas quanto estão sozinhos (sentem-se mais seguros). Experimente deixar-lhe lá dentro o seu brinquedo preferido. Também existem medicamentos próprios para a ansiedade canina, mas claro que é fundamental consultar um veterinário que possa receitar o mais indicado ao seu companheiro.

fonte imagem: flickr

Também poderás gostar: