Cãozinho visita a campa do melhor amigo todos os dias

Não há como ficar indiferente à história do pequeno Cesur…

Cesur afeiçoou-se ao dono de forma especial. Mehmet Ilhan sofria de uma doença que o deixou paralisado durante anos, mas nunca esteve sozinho: o companheiro de quatro patas dava cor e alegria aos seus dias.

Recentemente, o patudo sofreu a mais dura perda. Mehmet, de 79 anos, faleceu, num hospital em Bursa, na Turquia, e a reação de Cesur está a comover o mundo.

Após o falecimento, o cãozinho recusou sair de perto do caixão, voltando a surpreender no momento do cortejo fúnebre, que liderou ao longo de todo o percurso. Durante o funeral, voltou a sentar-se ao lado do caixão, com a expressão mais triste de sempre (como pode ver, aliás, nas seguintes fotos).

“Ninguém conseguiu sequer tocar-lhe até o meu pai ser enterrado” contou Ali, filho de Ilhan, que toma, agora, conta de Cesur.

Nos dias seguintes ao da triste perda, Ali apercebeu-se de que o patudo se ausentava pela cidade. Quando decidiu ver até onde é que ele ia, descobriu que o animal visitava diariamente a campa do falecido dono.

“Os trabalhadores do cemitério contaram-me que a primeira coisa que ele faz, pela manhã, é visitar a sepultura do meu pai”, afirmou.

You may also like...